Connect with us

JEC

Novo capítulo: Roberto e Gustavo podem ficar até 45 dias sem treinar e jogar

A “novela” envolvendo o empréstimo do volante Roberto e do lateral-esquerdo Gustavo ganhou novo capítulo nos últimos dias. Emprestados ao Goianésia, a dupla não atuou no Campeonato Goiano – conforme pretensões do Joinville – e agora pode ficar até 45 dias sem treinar e jogar. O fato tem causado muita irritação do departamento de futebol do JEC. A intenção é procurar um novo clube para ambos, assim que forem reintegrados.

Entenda

O acordo entre os clubes – Joinville e Goianésia – foi firmado em dezembro do ano passado. Com a garantia de que os jovens fossem utilizados durante o Campeonato Goiano, o Tricolor se responsabilizou em pagar 50% dos salários da dupla como contrapartida. Inicialmente, a apresentação ficou marcada para a segunda semana de dezembro, mas, atendendo a pedidos do Azulão do Valefoi adiada para 28/12.

Relembre: JEC acerta empréstimo de dois atletas até o fim do Estadual

Próximo da data, um novo pedido de adiamento foi solicitado (para não pagar a outra os salários), com a prerrogativa de a oficialização ocorrer no dia 02 de janeiro. Feito! Integrados no novo clube tudo parecia estar caminhando conforme o combinado… Mas não!

Primeiro porque o Goianésia só registrou os garotos na CBF quando o Campeonato Goiano estava na sua sétima rodada. Isso porque o JEC ameaçar ir à Justiça. Até lá, Roberto e Gustavo só treinavam. Depois de regularizados, a esperança era de que eles fossem utilizados – conforme o acordo. Mas isso também não aconteceu!

+ Sem registro na CBF, Roberto e Gustavo devem retornar ao JEC
+ Goianésia registra Roberto e Gustavo, e dupla seguirá emprestada pelo JEC

Agora, eliminado do Estadual na última quarta-feira, o Goianésia procurou o Joinville para devolver os jogadores, alegando que o elenco todo foi dispensado. Mas por entender que o acordo não foi cumprido, o Tricolor manterá o contrato até o fim.

– O prazo mínimo de um contrato é de três meses. Isso é lei! Como os registros foram realizados somente no dia 15 de fevereiro, eles (Goianésia) têm responsabilidade pelos jogadores até o dia 15 de maio. E vão ter que cumprir o contrato até o fim – explicou Agnello Gonçalves, executivo de futebol do Joinville.

Sem calendário, o Goianésia já liberou a dupla, que não pode se apresentar em nenhum outro clube até o fim do contrato atual. O que significa que até lá (15/05) eles tem registro, mas não rotina de um jogador profissional.

E agora?

De suas casas, Roberto, em Blumenau, e Gustavo, em Joinville, aguardam o fim do contrato de empréstimo para poderem retomar suas carreiras. Com a ideia de ceder os atletas para ganharem minutagem e experiência sendo frustadas pelo Goianésia, o Tricolor não pretende inscrevê-los para a disputa da Série D do Campeonato Brasileiro, e planeja realocá-los no mercado.

– Assim que eles estiverem novamente à nossa disposição, vamos buscar um clube para eles jogarem e ganharem experiência, que eu acho necessário nesse momento da carreira dos dois – finalizou Agnello.

Roberto, que tem 21 anos, e Gustavo, de 22, tem contrato com o Joinville até o fim deste ano.

Texto: Thiago Borges
Fotos: Divulgação

SÉRIE D 2021

 

PRÓXIMO JOGO

3ªRodada
×

CLASSIFICAÇÃO - GRUPO A8

 
1 Comment

1 Comment

  1. Pingback: Criciúma e Joinville jogam pela vitória e “secam” o Marcílio Dias e Brusque – Almanaque do Futebol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Mais em JEC