Connect with us

JEC

JEC se defende de três ações trabalhistas nesta quarta-feira

Tentando se esquivar das diversas ações trabalhistas dos últimos meses, o Joinville terá uma manhã agitada nesta quarta-feira, dia 16. Somente no período matutino, no TRT, o clube estará prestando a defesa de três processos relacionados a ex-integrantes do departamento de futebol: o goleiro Oliveira, o meia Bruno Ribeiro e o técnico Adilson Batista.

Os dois primeiros listados ainda estão na fase inicial da reclamatória e os valores calculados devem ser divulgados no encontro. Já na questão envolvendo o antigo treinador, o JEC se defende de uma ação proposta em R$1 milhão. C

om salários de R$170 mil em 2015, Adilson alega não ter recebido o pagamento da multa rescisória, além dos tributos obrigatórios como férias, 13º salário e direito de imagem.

Na primeira audiência, o JEC garantiu que não havia contrato visto o pouco tempo de trabalho, apenas 50 dias. O clube reiterou que pagou os dias trabalhados e, como o treinador era contratado no modelo PJ (Pessoa Jurídica) – com emissão de notas fiscais, não ficou com débito pendente.

Vamos às audiências, fazer toda a instrução e buscar o melhor resultado possível. – José Acácio Picinin, diretor jurídico do Joinville

São casos que preocupam bastante. Estamos bem ciente das responsabilidades e, em função disso, estamos buscando alternativas para o clube. Uma delas é a construção da Joinville S/A, – Alexandre Poleza, diretor administrativo do Joinville.

Foto: Divulgação
Texto: Gabriel Fronzi

 

1 Comment

1 Comment

  1. Caio

    16 de Maio de 2018 at 13:03

    JOINVILLE S/A – Boa opção; mas o majoritário deveria ficar com as empresas e não com o clube.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Série C

PosClubePtsJVSG
13315109
23015914
32915914
4281588
5181551
618155-1
716155-6
816154-7
914154-10
1010153-22

Notícias da Série C 2018

Mais em JEC