Connect with us

LJF

Guia da Primeirona

A competição amadora mais charmosa de Joinville terá início neste final de semana. A Primeira Divisão da Liga Joinvilense de Futebol promete lotar os campos espalhados pelos bairros da cidade. Com 10 equipes na disputa, o campeonato terá largada neste final de semana, com o confronto da atual campeã Tupy, contra o IFC, vencedor da segundona em 2017. O duelo dos campeões acontecerá às 15h15, no estádio Albano Schmidt.

Abaixo, o Esporte Joinville apresenta um guia sobre as 10 equipes participantes. Além das sete remanescentes de 2017, IFC, ACM e Ponte Preta também se unem à elite joinvilense. No EJ (clique aqui) você poderá acompanhar todos os resultados e a tabela de classificação.

ACM/ESTACAVILLE – técnico Tecão

Nos primeiros meses do ano, o time foi campeão da Copa Teté com a base da equipe que irá disputar a Primeirona nesta temporada.

Chegaram: Foram apenas quatro jogadores do elenco que disputou a Segundona em 2017. Chegam ao clube o defensor Marcelo Parachoque, lateral Regi, os meias Juninho Popp e Diego da Silva (ex-IFC), além do atacante Anderson Isidoro.

Saíram: Entre os jogadores que não permaneceram, a ausência mais notável será do meia Ratinho, que acertou com o Tamandaré.

Expectativa: A primeira missão é evitar o rebaixamento, depois brigar para permanecer entre os quatro.

Posição em 2017: 3º colocado na Segundona.

Time base: Não informou.

AMÉRICA – técnico Benson

Com três vitórias em três amistosos, o América está com 100% de aproveitamento em 2018. Nos jogos-treinos, a equipe marcou seis gols e não sofreu nenhum. Com as contratações e a recente renovação de contrato com o seu principal patrocinador, a Steil Material de Construção, o time da área central de Joinville chega como uma das equipes candidatas ao título.

Chegaram: Neto Sprotte, Rafael Carioca, Lucas Souza (ex-Operário), Felipe Sprotte, Lucas Sacavem, Éder e Zé Boca.

Saíram: Para-choque, Bruno, Felipe Coxinha, Melô, Wagner, Lima e Marcão.

Expectativa: Conquistar o título, após dois anos.

Posição em 2017: 3º colocado.

Time base: ainda não está definido

AVIAÇÃO – técnico Everton

No primeiro semestre, a Aviação disputou a Copa Norte e quase se classificou para a final. “Brigamos até a última rodada, já que todos jogaram contra todos e só dois times avançaram para a decisão”, destacou Everton. Enquanto o time disputava a competição regional, os dirigentes trabalhavam nos bastidores visando contratações, que foram poucas.

Chegaram: Wagner (ex-América), Willian Rocha (ex-IFC) e Felipe.

Saíram: Fabinho (Pirabeiraba) e Rafael Carioca (América).

Expectativa: Com a base do time do ano passado, a expectativa do clube é brigar pelo título da competição.

Posição em 2017: 4º colocado.

Time base (provável): Alessandro; Tiarles, Rodrigo, Chico e Cleitinho; Jamaica, Felipe, Marquinhos e Vando; Da Rocha e Wagner.

ITINGA – técnico José Carlos

Atual campeão da Segundona, o IFC é uma das caras novas na Primeirona 2018. Finalista da Copa Amizade, com a decisão marcada para este domingo (01), às 10h, o time da Zona Sul vem trabalhando forte desde abril. Fora das quatro linhas, o clube conta com dois novos patrocinadores: a Orbenk e a Steil Materiais de Construção. No elenco, uma contratação de peso. Trata-se do zagueiro Pedro Paulo, campeão da Série C com o Joinville Esporte Clube em 2011.

Chegaram: Pedro Paulo, Omar, Marquinhos, Luan e Willian “Maranhão”.

Saíram: Da Silva, Marcinho, Déco, Willian Rocha (Aviação), Andrei, Marcelo, Tete e Tiano.

Expectativa: O objetivo inicial é conseguir chegar entre os quatro primeiros colocados.

Posição em 2017: 1º colocado na Segundona.

Time base (provável): Marllon; Diego, Tião, Pedro Paulo e Lucas; Boquinha, Duda, Ade e Tarek; Luan e Omar.

JUVENTUS – técnico Teco Fernandes

Desde abril, o Moleque Travesso realizou seis treinos e cinco amistosos, dando continuidade ao belo trabalho administrativo desenvolvido nos últimos cinco anos pela parceria Bruno Henrique Ribeiro e Teco Fernandes.

Chegaram: O volante Baixo e os meias Felipe Coxinha, Vinícius Melô e Bruno Coxinha.

Saíram: O volante Asael, que foi para a Ponte Preta.

Expectativa: Brigar pelo título.

Posição em 2017: 7º colocado.

Time base (provável): Paulo, Matheus, Petry, Esquerda e Xuxa; Paulo Nunes, Baixo, Dilso e Felipe Coxinha; Maxsuel e Avaí.

MORRO DO AMARAL – técnico Joel Soares

No primeiro semestre, oclube realizou diversos amistosos dentro da própria comunidade, propiciando uma interação maior aos moradores do bairro. Alguns atletas foram emprestados para outros clubes na disputa da Copa Norte.

Chegaram: O lateral Savinho e o volante Tete retornam ao clube. O atacante Boca ainda segue em final de negociação. O ex-goleiro Toco, a partir desta temporada deve jogar no ataque, brigando pela posição com o experiente Tatu.

Saíram: O time perdeu apenas quatro atletas em relação ao ano passado.

Expectativa: Com apenas três derrotas em casa nos últimos dois anos, o Morro do Amaral espera ficar entre os quatro primeiros neste ano.

Posição em 2017: 8º colocado.

Time base: Não informou.

OPERÁRIO – técnico Manoel Carneiro

No primeiro semestre, vários jogadores, e inclusive o técnico Carneiro, estiveram disputando a competição em Pomerode. Na final do campeonato, por exemplo, nove jogadores do Operário estavam em campo pelas duas equipes finalistas. Quem permaneceu em Joinville, disputou a Copa Norte.

Chegaram: São 12 jogadores de fora da cidade pra reforçar a equipe. Além deles, o atacante Seco, ex-Aviação, também é um dos contratados.

Saíram: A principal baixa foi o atacante Rodrigo Lopes, que acertou com o Preto 100 Preconceito.

Expectativa: O Operário completa 40 anos em 2018. A campanha para a data festiva visa a montagem de um time que chegue nas finais, após o terceiro lugar em 2016 e o quinto em 2017.

Posição em 2017: 5º lugar.

Time base (provável): Evandro; Cleiton, Petri, Cris Jacenir e Marcão; Chuvisco (Bacal), Samuel, Alex Rosseti e Kelvin; Thiago Blank e Rodrigão 21.

PIRABEIRABA – técnico Da Silva

Atual vice-campeão da Primeirona, o Pirabeiraba disputou a Copa Norte no primeiro semestre deste ano. Na final, a equipe da Zona Norte acabou derrotada para o Flamengo, de Jaraguá, e ficou com a medalha de prata.

Chegaram: Fabinho (ex-Aviação), Vilson (ex-Aviação), Márcio, Renato, Robinho, Vitor e Mancha.

Saíram: Juninho Pepi, Luizinho, Marcelo, Anselmo e Everton.

Expectativa: Com Da Silva à frente do comando da equipe há 7 anos, a expectativa do alvirrubro é fazer um grande campeonato, pensando em um objetivo (fase) de cada vez.

Posição em 2017: 2º colocado

Time base (provável): Cauê; Pépe, Vanclei, Mancha e Farinha; Clebinho, Rodrigo, Fabinho e Toretti; Cupim e Josi.

PONTE PRETA – técnico Giovane Galo

Desde abril, o time realizou quatro amistosos preparatórios. O último deles aconteceu contra o América, dia 24, com a derrota por 2 a 0.

Chegaram: Sem muitos recursos, a Ponte Preta focou as contratações em reforços da Zona Sul. São vários atletas que chegam ao time comandado por Giovanni Galo e Elias Petry. Os destaques são o zagueiro Felipe Heiller, o meia Andrei (ex-IFC), o atacante Tuta e o volante Isael (ex-Juventus).

Saíram: Em relação ao time do ano passado, a Ponte perdeu o meia Douglinhas e o volante Roger, contratado pelo Ajax para disputa do Copão.

Expectativa: O primeiro objetivo é ficar entre os oito, evitando o rebaixamento.

Posição em 2017: 5ª colocada na Segundona

Time base (provável): Paulinho; Maiquinho, Deivid, Felipe Heiler e Vaguinho; Maurinho, Isael, Dimas e Andrei; Tuta e Repolho.

TUPY – Técnico Dinho

Sem 70% da equipe titular do ano passado, campeã da Primeirona, o começo de temporada da Tupy foi de observações e reformulação do elenco. Assim como em 2017, Dinho teve que ir atrás de novos jogadores e durante três meses trabalhou com garotos que tinham interesse em entrar no time do bairro Boa Vista para fechar o elenco que disputará a Primeirona 2018.

Chegaram: André (goleiro), Felipe Nabor e Gustavo Alvarenga.

Saíram: Vitalli, Regi, Vitor, Cassiano, Carlinhos, Jorge e Anderson.

Expectativa: Primeiro, se classificar entre os oito; depois, brigar para ficar entre os quatro.

Posição em 2017: 1º colocado.

Time base (provável): André; Dedei, André Negão, Felipe Nabor; Guilherme, Iago, Gustavo e Kinha; Ruan (Ronaldo) e Douglas.

Texto: Gabriel Fronzi e Thiago Borges
Fotos: Yasmin Gracielle

Deixe seu Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copa Santa Catarina

Mais em LJF